Escolher um bom cartório em São Paulo pode não ser uma tarefa fácil, já que são inúmeros locais prestando serviços diferentes, o que pode deixar o cliente confuso. É fato que o aumento do leque de opções está relacionado ao fim da distribuição de mercado entre os cartórios, partilhado, muitas vezes, por localidade.

Cabe ressaltar a importância dos cartórios para os atos da vida civil, pois eles são responsáveis por comunicá-los à sociedade e dar garantias de que são verdadeiros. Assim, trabalham com registros de títulos, imobiliários, civis ou de documentos, essenciais para negociações comerciais. Diante disso, para ajudá-lo a escolher um bom cartório, fizemos este post com 3 dicas. Fique conosco para saber mais!

1. Avalie os serviços oferecidos

É notório que cada tipo de cartório é responsável por um serviço específico. Entre os cartórios mais comuns, existem os de notas, de protestos, de registro de imóveis, de registros de títulos e documentos, das pessoas jurídicas e naturais, dentre outros.

O cartório de notas cuida de lavrar a escritura pública, reconhecer firma e autenticar cópias de documentos. Nele, são feitos inventários, divórcios, partilhas e escrituras de compra e venda ou união estável, assim como de ata notarial etc. Já o tabelionato de protesto trata dos protestos de títulos executivos, como notas promissórias, duplicatas ou cheques, em caso de não pagamento.

Por sua vez, o cartório de registro de imóveis recebe todos os contratos e escrituras para aquisição de um imóvel, além de títulos que criam direitos ou restrições sobre uma moradia. Por meio desse registro, alguém se torna proprietário e é possível conseguir certidões de buscas.

Ainda, existem os cartórios de títulos e documentos, que os armazenam para sua conservação e para garantir seus efeitos perante toda a sociedade. Por fim, todas as pessoas são registradas nos cartórios de registro civil, os quais mantêm dados completos sobre cada uma delas.

2. Observe o atendimento

Um bom cartório terá um atendimento personalizado para cada cliente, com empatia diante dos problemas apresentados. Por isso, o cliente deve buscar ser ouvido na essência e ter todas as suas dúvidas respondidas. Tal cartório precisa demonstrar que se interessa em ajudar a solucioná-las.

O cliente precisa estar em primeiro lugar. Então, veja se conseguiu se sentir bem-vindo àquele local, se o atendimento foi de imediato e se as suas necessidades serão satisfeitas. Além disso, os colaboradores devem ser corteses, atenciosos, prestativos e gentis.

3. Verifique se há profissionais capacitados

Profissionais capacitados prestam um atendimento personalizado. Por isso, um bom cartório conta com uma equipe capacitada e especializada nos serviços cartoriais. Ademais, há uma melhora no relacionamento interpessoal, já que, assim, os colaboradores antecipam as necessidades do cliente e podem supri-las de modo fácil.

Portanto, após analisar essas dicas, é possível escolher um bom cartório em São Paulo. Nesse caso, recomenda-se o 20º Cartório como melhor opção para quem busca um cartório completo, uma vez que ele apresenta diversas vantagens, como o profissionalismo de seus colaboradores, uma boa localização e o agendamento online para reconhecimento de firma por autenticidade, com a possibilidade de se tornar mensalista para a retirada de documentos.

Gostou deste post? Então, leia também sobre autenticação de documentos e mantenha-se informado!

Powered by Rock Convert

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *